O DEPARTAMENTO

 

A história da Anatomia na USP iniciou-se em 1914, com a contratação do anatomista italiano Alfonso Bovero, convite feito pelo Dr. Arnaldo Augusto Vieira de Carvalho, fundador em 1912, da então Faculdade de Medicina e Cirurgia de São Paulo (a partir de 1934, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP). Bovero, discípulo de Carlo Giacomini (1840-1898) e Romeo Fusari (1857-1919), catedráticos de Anatomia da Universidade de Turim, exerceu suas atividades na FMUSP até o final do ano letivo de 1936, vindo a falecer aos 9 de abril de 1937 em Pecceto Torinese, sua cidade natal. Foram discípulos de Bovero (1ª geração): João Moreira da Rocha (primeiro Catedrático de Anatomia da Escola Paulista de Medicina e da FOUSP), Max de Barros Erhart (primeiro Catedrático de Anatomia da FMVZ/USP), Renato Locchi (que substituiu Bovero na Cátedra de Anatomia da FMUSP a partir de 1937), Odorico Machado de Souza (que após a aposentadoria de Locchi em 1955 o substituiu na cátedra de Anatomia da FMUSP), Procópio Bielik, Guarany Sampaio e Olavo Marcondes Calasans (que juntamente com Odorico Machado de Sousa, fundou o Departamento de Anatomia da PUC de Sorocaba em 1951 e em 1969, foi primeiro professor de Anatomia da Faculdade de Medicina de Jundiaí).

 

Os discípulos da 2ª geração de anatomistas da USP iniciaram na carreira sob a égide de João Moreira da Rocha ou de Renato Locchi ou de Odorico Machado de Sousa. Esses mestres, cuja grande maioria não restringiu suas atividades somente aos Departamentos de Anatomia da FMUSP (fundado em 1914) ou da FOUSP (fundado em 1934), disseminaram os princípios da Escola de Bovero para outras Instituições de Ensino, onde se tornaram seus primeiros professores de Anatomia. Foram eles: Saul Goldenberg - Faculdade de Farmácia e Bioquímica da USP (1951) e Faculdade de Medicina de Taubaté (1967); Gerson Novah - Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto (1952); Liberato J. A Di Dio - Universidade Federal de Minas Gerais (1954); Milton Picosse - Faculdade de Odontologia da USP de Bauru (1962); Orlando Jorge Aidar - Faculdade de Medicina da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (1963); João Baptista Parolari - Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP (1963); Octávio Della Serra - Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília (1965); Cláudio A Ferraz de Carvalho - Faculdade de Medicina de Santo Amaro (1969) e José Furlani - Faculdade de Medicina de Catanduva (1970). Além desses, são discípulos dessa geração os professores Eros Abrantes Erhart, Trieste Smanio, Luiz Gustavo Wertheimer e Walter Biazzoto.

 

Com a formação do Instituto de Ciências Biomédicas em 1969 fundiram-se os departamentos de Anatomia da FOUSP e da FMUSP e, com o novo perfil do Departamento, além de médicos e dentistas, biólogos e biomédicos passaram a constituir a numerosa terceira geração de anatomistas, destacando-se os seguintes professores: Mário de Francisco, Flávio Vellini Ferreira, Bertha Rosenberg, Idel Becker, Arnaldo Vieira dos Santos, Sérgio Melhem, Elio Romano Villi, Luiz Ronaldo Picosse, James Lindolph Lemos, Jerônimo Adamo, Leonel Costacurta, Ciro Ferreira da Silva, Aldo Junqueira Rodrigues Júnior, Romeu Rodrigues de Souza e Esem Pereira Cerqueira.

 

Relativamente à atividade de Chefe de Departamento, assumiram a tarefa após Bovero os Profs. Renato Locchi (1936-1955), Odorico Machado de Sousa (1955-1974), Milton Picosse (1974-1976), Cláudio Antonio Ferraz de Carvalho (1976-1983, 1987-1991, 1993-1995), José Furlani (1983-1987, 1991-1993), Bruno Konig Júnior (1995-1997, 2001-2002), li-Sei Watanabe (1997-1999, 1999-2001),  Edson Aparecido Liberti (2002-2004, 2004-2006, 2010-2012), Jackson Cioni Bittencourt (2006-2008, 2008-2010), Newton Sabino Canteras (2012-2014, 2014-2016) e Anselmo Sigari Moriscot, atual chefe do Departamento (2016-2018). O ano de 2009 foi motivo de júbilo para o Departamento de Anatomia, pois três datas importantes da  Escola Anatômica de Bovero foram comemoradas: os 95 anos de sua fundação na FMUSP, os 75 anos da sua expansão para a FOUSP e os 40 anos da união dessas duas vertentes, no ICBUSP.